8.2.11

Aborto (a favor)

Problema: Será o aborto um crime?

Tese: Eu sou a favor do aborto, mas apenas em alguns casos mais específicos como violações, deficiências no feto, famílias economicamente debilitadas, falta de condições de habitação, ou de saúde por parte dos pais. E principalmente, apenas até as 10 semanas.

1º argumento: Ás 10 semanas não se trata ainda de uma criança, mas sim de um conjunto de células em desenvolvimento.

2º argumento: Mais vale interromper uma gravidez indesejada, do que essa criança viver na pobreza, em ambientes degradados, sem higiene, e acima de tudo, sem amor e rejeitada.

Objecção: Muitas vezes, ouve-se dizer que o aborto é um crime, pois está a matar-se conscientemente um sere.

Refutação: Contra isso só tenho a argumentar que vale mais impedir um conjunto de células a desenvolver-se, do que “obrigar” uma criança a nascer no meio da droga, álcool, prostituição, mesmo a ser rejeitada, abandonada, ou crescer sem amor. Isso sim, é um crime, deixar uma criança nascer para ser infeliz, mal tratada e abandonada.
Muitas delas acabam em orfanatos, revoltadas por os pais as terem rejeitado. Muitas delas acabam mais tarde por se revoltar contra a própria existência, sentindo-se um erro.
Será esse sofrimento interior e duradouro, melhor e mais correcto que impedir o nascimento deste sere?

Conclusão: Para mim vale mais impedir o sofrimento de uma criança, pois crime é o que muitas delas sofrem. Ninguém merece ser mal tratado, para isso, mais vale nem existir. A vida é para ser vivida, não para ser um desgosto de alguém que sente que a sua existência é de tal modo insignificante, que morrer é a sua única felicidade.

Andreia Dias nº1 10ºA

Sem comentários:

Enviar um comentário

Enviar um comentário